MILITARES VÃO PROPOR AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA DEBATER PEC 300

Depois da mesa de negociações para o reajuste salarial com o governo do Estado, os militares voltam às atenções agora para a PEC 300, a Proposta de Emenda à Constituição que estabelece o piso salarial nacional para as polícias e bombeiros. A Associação dos Praças (Aspra) irá propor a realização de uma audiência pública para debater o assunto na Assembleia Legislativa. A iniciativa seguirá a tendência nacional de audiências que devem ser realizadas em todos os estados. O calendário com os debates nas casas legislativas de todo o país será um dos pontos da pauta de um encontro em Brasília na próxima terça-feira, capitaneado pela Associação Nacional de Entidades Representativas de Praças Militares Estaduais (Anaspra).

“Alguns Estados já realizaram essa audiência, mas nessa reunião de terça-feira com a Anaspra, será providenciado um calendário para que as audiências aconteçam em todos os Estados e iremos propor, obviamente, que tenhamos esse debate aqui em Alagoas. É preciso ampliar essa discussão que ficou um pouco esquecida nos últimos tempos”, afirma Wagner Simas, presidente da Aspra e membro da Anaspra.

No encontro, que vai de terça ate a quinta-feira, os cabos e soldados vão se reunir também com os deputados federais integrantes da Frente Parlamentar em Defesa da PEC 300, criada para pressionar o governo para a aprovação da proposta. Duzentos e onze deputados assinaram a proposta que criou a frente. Segundo Wagner Simas, a bancada alagoana no Congresso Nacional tem apoiado a proposta.

Fonte: O Jornal Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário