AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE MEDIDAS PARA REDUZIR VIOLÊNCIA EM MOSSORÓ

Os mais de 100 homicídios registrados pelo Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep), somente nesses primeiros seis meses de 2011, levou o vereador Daniel Gomes (PMDB) a apresentar requerimento à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Mossoró solicitando a realização de uma audiência pública para debater o assunto e encontrar soluções para o problema.

A audiência ocorreu nesta sexta-feira, 17, no plenário da Câmara Municipal de Mossoró, contou com a presença de representantes de todas as polícias que atuam em Mossoró, Justiça, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Guarda Civil Municipal, entre outros.


O secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Aldair Rocha, que já havia se comprometido anteriormente a participar do encontro foi o primeiro a se pronunciar, afirmando que o governo do estado estará implantando novos projetos de segurança para reduzir a violência em Mossoró. Ele disse que mais 24 câmaras de segurança na cidade, além de aumento de efetivo, entre outras ações.

O vereador Francisco José Junior, presidente da Câmara Municipal de Mossoró, disse que o encontro deveria servir para que fossem apresentas propostas e projetos que visem a redução dos índices de violência em Mossoró. "Que existe insegurança e aumento da violência em Mossoró todos nós sabemos, o que precisamos fazer aqui hoje é apresentar soluções imediatas para reduzir a violência em nossa cidade. Temos que unir força em torno da apresentação de proposta que a curto e médio prazo possa reduzir a criminalidade em nossa cidade", disse o vereador.

Francisco José Junior destacou o fato da audiência de hoje contar com grande numero de representantes de diversos segmentos da sociedade, além da participação de todos os responsáveis pela segurança publica em Mossoró.

O deputado estadual Leonardo Nogueira e a deputada Larissa Rosado, também participaram do debate. O deputado do DEM destacou que ao longo do seu primeiro mandato e agora nesse inicio de mandato tem sempre se posicionado em favor da implantação de novas políticas publicas de combate a violência.

"Desde que assumimos o mandato de deputado em 2007 temos levanto questionamentos com relação ao aumento da violência e insegurança em nossa cidade. Por diversas vezes apresentamos requerimentos e fizemos pronunciamentos na Assembleia Legislativa apresentando para os governos anteriores a situação e o que poderia ser feito, mas nada foi feito e a violência só aumentou em Mossoró. Agora acredito que pela vontade política da governadora Rosalba Ciarlini e a disposição do secretário Aldair Rocha, nós vamos reduzir a violência em Mossoró e em todo o Estado", acrescentou.

Ele disse que a disposição da prefeita Fafá Rosado em unir forças com o Governo Estado, a disposição da Câmara Municipal e da AL em apoiar os projetos que possam ser desenvolvidos a curto e médio prazo vão dá resultados em pouco tempo.

O juiz Herval Sampaio Júnior, o secretário de Defesa Social do município, Antônio Alber Nóbrega, e o presidente da Guarda Civil do Município, Sargento Osnildo Morais, além do comandante do II Departamento de Polícia Rodoviária Estadual (DPRE), capitão Maximiliano Luiz Bezerra que também participaram da audiência destacaram o fato de que, pela primeira vez, estiveram reunidos todos os segmentos envolvidos com a segurança em Mossoró.

"Precisamos encontrar uma solução para esse problema que está afetando todas as famílias mossoroenses. E esse problema deve ser enfrentando por toda a sociedade, não podemos apresentar cuklpados, mas viabilizar soluções. Para isso, tem que haver uma ampla mobilização que envolva todos. Principalmente a população que muitas vezes é omissa e prejudica o trabalho da policia e do judiciário no combate a violência", disse o juiz Herval Sampaio.

Fonte: Correio da Tarde

7 comentários:

  1. Na realidade o que vemos não é apenas a violencia atingindo apenas as familias mossoroenses, mas trantando do contexto RN é o todo, a solução deixar de conversas onde sabemos o problema já existe e passar para as atitudes, pergunta por que foi que quando resolveram tomar uma atitude energica no RIO de Janeiro o indice de violencia e etc baixou? e pq nao tomar medidas de combate aqui tambem? infelizmente quando se fala em convocar suplentes, dar melhores salarios e condiçoes de trabalho aos PM tem-se visto como gasto e nao como investimento!
    att MICHELL C. C. LIMA

    ResponderExcluir
  2. Estas cameras que estão falando de colocar no centro da cidade não resolve,os crimes são a maioria na periferia.Outra coisa precisa almentar o efetivo das policias tanto civil como militar.

    ResponderExcluir
  3. PARA ACABAR COM A VIOLÊNCIA É FÁCIL É SÓ A GOVERNADORA MUDAR OS GESTORES DR MAURILIO PINTO PRA VER SE EM 90 DIAS ES BANDIDOS NÃO VÃO PARA SÃO PAULO AGORA ESTES QUE AÍ ESTÃO SÓ PENSAM EM FORMATURA MUMGANGA VAMOS FAZER OPERAÇOES TODOS OS DIAS BARREIRAS EM TODOS OS LOCAIS DESTA CIDADE VAMOS DEIXAR ESTAS FORMATURAS PARA 7 SETENBRO

    ResponderExcluir
  4. DR ROSALBA A SENHORA QUER GANHAR A SINPATIA DOS PRAÇAS DA PMRN NASO NOS MALTRATE PAGUE NOSSAS FERIAS DE UM AUMENTO PRA GENTE AI SIM A SENHORA VAI TER UMA POLICIA FORTE E EFICIENTE PORQUE OS PRACAS QUE RTABALHAM NA AREA OPERACIONAL PRENDE BANDIDO TODO DIA MAIS JA EXISTE POLICIAIS QUE SO CONHECE ALGEMA RV PISTOLAS BO ATRVES DE FOTOS OU SEJA NAO ESTAO RUAS POR ISSO ESTE AUMENTO NA VIOLENCIA

    ResponderExcluir
  5. DR ROSALBA A SENHORA QUER GANHAR A SINPATIA DOS PRAÇAS DA PMRN NÃO NOS MALTRATE PAGUE NOSSAS FÉRIAS DE UM AUMENTO PRA GENTE AI SIM A SENHORA VAI TER UMA POLÍCIA FORTE E EFICIENTE PORQUE OS PRAÇAS QUE TRABALHAM NA AREA OPERACIONAL PRENDE BANDIDO TODO DIA MAIS JA EXISTE POLICIAIS QUE SO CONHECE ALGEMA RV PISTOLAS BO ATRAVÉS DE FOTOS OU SEJA NÃO ESTÃO RUAS POR ISSO ESTE AUMENTO NA VIOLÊNCIA

    ResponderExcluir
  6. TALVEZ AGENTE PRAÇA VAI PASSAR O RESTO DA VIDA GANHANDO MAL TEM CEL NA PM QUER NÃO TEM CURSO SUPERIOR AQUELE FEITO NAS FACULDADES NAO O FEITO NAS ACADEMIAS MAIS GANHAM 12.000 HOJE MUITOS PRAÇAS TEM ESTE CURSO SUPERIOR MAIS SÓ GANHA 1800 HOJE NESTA PM UM SOLDADO COM 10,20,25 ANOS DE POLICIA GANHA A MESMA COISA DE UM RECRUTA A DIFERENCIA É 5%,10%, OU SEJA A CADA 5 ANOS 23,00 DE AUMENTO ISSO SIM É VERGONHA PENSEM NISTO CONTADORES DA PM HA.......HA..........

    ResponderExcluir