SINPOL EXPLICA SUPOSTA AMEAÇA DE CONFRONTO ARMADO COM PM

A manifestação dos policiais civis do estado, que ocorreu na manhã desta quinta-feira (19), na Governadoria, teve momentos de tensão. Em greve desde o início da semana, os policiais civis queriam chamar a atenção da governadora Rosalba Ciarlini e pedir que o Executivo sentasse à mesa de negociação com a categoria. No entanto, a possibilidade de que a Polícia Militar fosse acionada para retirar os manifestantes do local fez com que a presidente do Sindicato dos Policiais Civis do estado (Sinpol), Vilma Marinho, informasse que os civis também estavam armados e iriam resistir.

Em entrevista a emissoras de TV, Vilma Marinho disse que os policiais civis não iriam admitir que a PM usasse força para retirar os manifestantes e que resistiriam "até que tivesse um vivo", ressaltando que a categoria também é formada por profissionais que portam armas. Contudo, a diretora jurídica do Sinpol, Renata Pimenta, garantiu que pode ter havido má interpretação por quem viu apenas vídeo publicado no YouTube.



Ressaltando que os policiais civis tentam desde abril uma reunião com Rosalba Ciarlini para discutir a implantação do plano de cargos, Renata Pimenta garantiu que a manifestação tinha a única intenção de chamar a atenção da governadora, assim como tentaram em frente ao Tribunal de Justiça, na tarde da quarta-feira (18). O protesto era pacífico e, por isso, a sindicalista disse que os policiais civis não poderiam ser retirados do local, que é público.

"Vivemos em um país democrático e podemos fazer uma manifestação pacífica.Mas chamar a tropa de Choque para retirar os policiais? Se o Governo mandasse utilizar a força, nós iríamos utilizar também. Nós não somos inimigos da PM, somos irmãos. Somos inimigos dos bandidos, e na manifestação não havia bandidos. Havia policiais", explicou.

Ainda segundo Renata Pimenta, caso os policiais civis fossem agredidos, eles teriam o direito legal de reagir. "Foi colocado em votação se todos queriam permanecer no local, e todos disseram que sim. Por isso decidimos permanecer", disse Renata Pimenta.

A manifestação dos policiais civis transcorreu normalmente e não houve ação por parte dos policiais militares para retirar os manifestantes do Centro Administrativo.

Na manhã da sexta-feira (20), a diretoria do Sinpol vai conceder uma entrevista coletiva para expor a avaliação do movimento grevista e explicar a atual situação da categoria.

Fonte: Tribuna do Norte

10 comentários:

  1. CAROS PMS VEJAM O QUE ESTA PRESIDENTE DOS POLICIAIS CIVIS FALOU ESSES QUANDO ESTAO EM APUROS CHAMAM A PM PORRA VOCES NAO SAO OS MELHORES AI DE VOCES SE FOSSEM A PMRN QUE REALMEMTE TRABALHA E AINDA VENHE DIZER QUE TEM PENA DA SOCIEDADE FAZ PENA PRA VOCÊS PODEM FICAR EM GREVE MESMO POIS QUEM FAZ A SEGURANÇA DO RN SOMS NOS

    ResponderExcluir
  2. É verdade, a civil sempre se acha a melhor,mas aceitem quem trabalha é a PM,se parar ai sim a sociedade sofre.

    ResponderExcluir
  3. É vergonhoso a presidente de um sindicato de agentes públicos abrir a boca para dizer um absurdo desses, ela devaria procurar uma quadrilha para presidir já que deseja trocar tiros com a PM.

    ResponderExcluir
  4. A policia civil do RN cumpre a sua função constitucional , portanto a greve é instrumento legal do trabalhador . O movimento visa o cumprimento de uma lei já aprovada ,portanto quando o gestor tenta fazer que as duas policias se enfrentem cabe aos mais sensator evitar esse banho de sangue . Nosso movimento é totalmente pacifico.

    ResponderExcluir
  5. As conquistas dos agentes e escrivães de polícia se deve á muita luta , perseverança e pricipalmente pela diretoria do SINPOL/RN , que em momento algum incitou a categoria a agredir os nossos irmãos de luta , que são os policiais militares . O governo do estado que cometeu essa atitude equivocada , que tenta jogar duas categorias a se enfrentarem , sob qual pretexto ?

    ResponderExcluir
  6. Esse comentário foi muito infeliz!
    temos que nos unir, por que separação é justamente o que eles querem para nos manter no cabresto...
    União é a solução!

    ResponderExcluir
  7. pmrn??? podre policiais civis, que se encontra sob o comando de uma associação presidida por uma pessoa totalmente despreparada,pois a mesma demonstrou com suas palavras que é bastante inresponsável,quase provocou um grande chogue entre as duas instituições,enquanto isso os bandidos estariam nas arquibancadas assistindo o ridiculo causado por uma pessoa despreparada.

    ResponderExcluir
  8. Essa mulher nunca saiu da sala dela pra atirar numa galinha, por isso ela expôe um comentário tão ridículo e errôneo, uma pessoa completamente despreparada, como pode uma classe tão exclarecida ter uma criatura dessa à frente... Realmente quem faz 90% do trabalho somos nós PM, a diferença é que não podemos fazer greve, e eles podem, e conseguem tudo que querem... Oh mundo injusto pra nós PM...

    ResponderExcluir
  9. Acho que o ministério público deveria tomar alguma providência diante de uma declaração ameaçadora dessas.

    ResponderExcluir
  10. tenho muitos amigos policiais civis,e acho q temos q nos unir e não segregar;agora declarações irresponsáveis como da vilma,mostra q já está nahora dos p.civis mudarem de liderança,pois ela se mostrou despreparada,desequilibrada e inconsequente.
    policia x policia,só quem sai ganhando são os bandidos!!!

    ResponderExcluir