SECRETÁRIO DE SEGURANÇA AMEAÇA PMS COM ATÉ 20 ANOS DE CADEIA

Enquanto o governador Confúcio Moura (PMDB) fazia um discurso de apaziguamento dos policiais militares, o secretário de Segurança Pública de Rondônia, Marcelo Bessa, partiu para a ameaça explícita aos PMS que se aquartelaram no último final de semana em protesto contra a prisão do policial Jesuíno Boabaidi e o descumprimento de acordos assumidos com a categoria por parte do Governo.

A ameaça de Marcelo Bessa contra os manifestantes foi feita na tarde desta segunda-feira (9), durante entrevista à imprensa , na sede do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

O secretário disse que dispõe de vídeos onde aparecem os manifestantes e que estas imagens serão usadas em inquéritos que podem resultar em processos judiciais e consequentes condenações de 8 a 20 anos de prisão para “os amotinados”., como ele classificou os policiais militares. O secretário disse que a própria PM fez vídeos que identificam os manifestantes.

ANISTIA
Bessa, que já foi PM e é da Polícia Federal, afirmou que se algum parlamentar federal se comprometeu com anistia aos insurgentes “essa é uma questão que eles (os parlamentares) terão que resolver no Congresso”.

O secretário também criticou a associação e familiares dos policiais militares, chamando-a de anti-democrática, e acusando-a de querer jogar os policiais uns contra os outros.

Pela primeira vez, um membro do Governo Confúcio admitiu que a prisão do líder dos praças, Jesuíno Boabaidi, foi pedida pela Polícia Militar, porque o soldado – nas palavras do secretário – estaria colocando em risco a ordem pública.

NOVAS PRISÕES
“Os fatos estão sendo apurados e, no decorrer destas investigações, não se descartam novas prisões, pois se trata de uma greve abusiva, ilegal, um crime de motim e revolta cujas penas vão de 8 a 20 anos de prisão”. 

Fonte: Tudo Rondônia

4 comentários:

  1. é muito bom saber que esse peste é policial federal. o nosso secretario tambem é.
    Sei não viu, na minha cidade tem um vereador que é policial federal, cidade pequena, nós policiais resolvemos cobrar que os motoqueiros usassem de capacete,então gerou polemica, logo os vereadores meteram a falar dos policiais,dizendo que estavamos errado que não iriam usar capacete, e o policial federal tambem a favor deles. inclusive já falaram com todas as forças negras da politica para nos transferir. e estamos sabendo que o prefeito vai para uma reunião com o secretário para tentar transferir alguem. estamos de sobre aviso. FAREMOS NOSSO TRABALHO.

    quem quiser ouvir os vereadores metendo o pau na gente, esta gravado. é só pedir que eu dou um jeito.

    ResponderExcluir
  2. é como eu digo,no dia q todos os pms em massa pedirem demissão eu quero ver quem é a bucha da vez que irá ter sua reputação tambem queimada...pois é assim q as pms de todo o pais está, não temos apoio nenhum da outra policia que é a dos oficiais e ainda um infeliz desse secretario que ja passou pela mesma situação não entende,sei também que a corrupção independe de salario pois os parlamentares recebem um salario gordo e alguns...não todos;se corrompem,enquanto isso nós fazemos escolhas de uma profissão melindroza,uma profissão que o direito é não ter direito...a verdade é essa,o temor do senhr é o saber do servo...os novatos que estão ingressando agora é quem irá fazer uma grande movimentação,é só questão de tempo...aguardem.

    ResponderExcluir
  3. Esse é um mané pois ele vai embora e a PM fica, babaca falado.

    ResponderExcluir
  4. digam a este pucha saco que ele é cargo de confiança e nós policiais somos concursados, não precisamos estar chupando o o_o de politicos não. ele vai embora e nós ficamos

    ResponderExcluir