MORADORES DO CONJUNTO AUTA DE SOUZA, EM MACAÍBA, VIVEM ASSOMBRADOS

O relógio marcava 18:30, quando uma jovem universitária saia de casa a caminho da parada de ônibus quando foi abordada por um assaltante, que a ameaçava com um revolver pedindo dinheiro e o celular. Bastante nervosa a jovem entregou e voltou para casa com as lágrimas escorrendo pelo rosto.

Este é apenas um caso de vários que está ocorrendo no Conjunto Auta de Souza, em Macaíba.

O conselho comunitário informa que já aconteceram 62 assaltos nos últimos 30 dias, sendo 18 apenas nesta ultima semana.

Apesar de ter uma base policial abandonada, a polícia vem realizando patrulhamento desde que começou a série de assaltos, mas mesmo assim os assaltos continuam a serem realizados.

“Não existe um policiamento comunitário no bairro, e contamos de vez em quando apenas com a uma das duas viaturas responsáveis pelo policiamento em toda cidade, o baixo número de efetivo e viaturas somado com a greve da polícia civil fez com que o número de assaltos viesse a crescer. Cobramos mais resultados, pois do modo que está não podemos mais suportar, estamos todos assombrados”, Ivanildo Marques, presidente do Conselho.

Caso não haja um trabalho eficiente para prender os criminosos ou coibir os assaltos no Conjunto Auta de Souza, a tendência é continuar acontecendo e até mesmo evoluir.

Escrito por Cabo Heronides
Fonte: COHAUTAS

2 comentários:

  1. Só tem uma solução: VTR1111 neles!!!

    ResponderExcluir
  2. e a basa policial do conjunto ta servino apenas p/ boca de fumo e motel.eu axo muintos modestos extes numeros,ñ e so isso ñ!!!

    ResponderExcluir