SINDICÂNCIA VAI APURAR ENTRADA DE ARMA EM ALCAÇUZ

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc) já instaurou através da Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape) um processo para se apurar as responsabilidades de entrada da arma de fogo em Alcaçuz. O ex-PM Roberto Moura do Nascimento, o Bebeto, foi assassinado a tiros na tarde do domingo passado, dentro da unidade prisional.

A informação é do titular da pasta, Thiago Cortez. Ele esclareceu que a decisão irá oferecer subsídios para a investigação paralela da Polícia Civil. “A direção do presídio já está ouvindo as pessoas responsáveis pela segurança e que poderia ter possibilitado a entrada da arma”.

Thiago classificou como “estranho” o porte da arma por parte do detento, principalmente pelos históricos de crimes dos envolvidos na briga. “É estranho esse detento ter conseguido a arma para matar outra pessoa envolvido com grupos de extermínio. Vamos investigar para saber”, afirmou o secretário.

O assassinato de Bebeto ocorreu na tarde de domingo, 24, quando ele estava na ala médica da penitenciária e entrou em luta corporal com o apenado Francisco Jackson de Oliveira Lucena, o “Jackson Bombado”. Segundo consta no documento de entrada de cadáver do Instituto Técnico-científico de Polícia (Itep), a vítima ainda foi socorrida, mas morreu a caminho do hospital devido à gravidade dos ferimentos. Jackson Bombado assumiu a autoria do crime. Ele possui nove processos criminais divididos em comarcas de Natal e Parnamirim.

Fonte: Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário