EM CAICÓ JUIZ VISITA PRESÍDIO E CONFIRMA SITUAÇÃO GRAVE

O Juiz da vara criminal da comarca de Caicó, Dr. Luiz Cândido Villaça, esteve na tarde de hoje, segunda-feira, inspecionando as instalações da Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó. A comitiva foi formada pela diretora da unidade prisional, Veruska Saraiva, o vice-diretor Heider Brito, Presidente da Associação dos Praças e Bombeiros Miliotares do Seridó Cabo João Batista e ainda policiais militares e a imprensa da cidade. Foram observadas todas as partes do presídio e um relatório será feito apontando todas as dificuldades da unidade, inclusive as causas do blecaute ocorrido no final de semana.

“A situação é de total abandono. Assim como visitamos a delegacia viemos ao presídio para constatar o que está acontecendo. As providências devem ser emergenciais e nesta madrugada vamos a Natal em companhia da direção da unidade para alertar as autoridades do executivo e do judiciário”, disse Villaça.

A preocupação surgiu após um curto-circuito que provocou o desligamento da energia do presídio, fato que aconteceu no final de semana. Nesta segunda-feira foram constatadas várias gambiarras pelos corredores, estruturas de fiação danificadas e caixas de energia com água acumulada. Desde sábado, dia do curto-circuito, a energia é fornecida através de um gerador.

Na parte física do prédio foram encontradas várias danificações, entre elas as guaritas que não comportam mais os policiais que estão de serviço. Apenas quatro estão funcionando.

“Não podemos deixar essa situação se complicar. Temos que observar que além da segurança dos policiais, agentes penitenciários e diretores temos as pessoas que estão pressas. Sãos homens e mulheres que estão respondendo processos e vão voltar para a sociedade”, completou o Juiz.

Notícia relacionada:


Fonte: Cardoso Silva

Um comentário:

  1. Isto é demagogia.É sabido por todos que o sistema é um vampiro!não é preciso fingir que agora que se tem conhecimento do caos.
    E o conselho de justiça que tem a obrigação de vistoriar,supervisionar a aplicabilidade da lei de exucução penal,não sabia!nossa..então não existe reciprocidade entre os poderes.E a maquiagem dos CDPS,QUE ACONTECEU DESDE O GOVERNO PASSADO ,O JUDICIÁRIO NÃO TINHA CONHECIMENTO!!AH,POUPEM-ME.

    ResponderExcluir