SOLDADO DA PM É PRESO SENDO A VÍTIMA DA OCORRÊNCIA

O soldado Paz, da turma de 2009, foi preso segunda-feira, por ter efetuado disparos e protegido a mãe.

O praça estava querendo entrar em sua residência com seu veículo, esperando o portão eletrônico ser aberto, quando outro veiculo começa a buzinar, o motorista inconformado com a demora desceu do carro e começou a agredir o policial, a mãe ao ver seu filho sendo agredido buscou defende-lo, sendo também agredida fisicamente. O policial ao ver a mãe sendo agredida efetuou disparos pra cima, foi quando o agressor parou a violência.

O oficial de serviço foi ao local, conduziu o soldado para a delegacia, e o mesmo ficou detido por efetuar disparos em via pública.

A Coronel Margarida, na qual é comandante do CIPRED, local que o policial serve, como não podia mais nada fazer, pois o tenente já tinha realizado o procedimento, intercedeu não deixando que o policial fosse recolhido ao BOPE, levando-o para o CIPRED, local onde o policial espera uma decisão da justiça.

Só depois de autuado e recolhido foi que o policial recebeu o atendimento médico, e encontra-se com várias escoriações e a perna imobilizada.

A mãe do policial encontra-se bastante agredida e nervosa.

A Dr. Kátia Nunes já deu entrada no pedido de liberdade e hoje pela manhã, falou com o Ministério Público em Parnamirim. Quanto a ocorrência, a Dr. Kátia entende que faltou uma avaliação da situação por parte do tenente, pois se tratava de uma situação de legitima defesa própria e de terceiro, e em caso de duvidas, não custava consultar seus superiores, pois afinal a liberdade de um militar estava em risco.

Escrito por Cabo Heronides.

Um comentário:

  1. Para não ocorrer desagregação nesta categoria tão dividida, não serão autorizados comentários. Pois mesmo sendo bastante criticada a ação do tenente, não podemos generalizar aos demais oficiais, um bom exemplo é a Coronel Margarida, que intercedeu em favor do praça.

    ResponderExcluir