PM BALEADO É OPERADO E NÃO CORRE RISCO DE MORTE

Soldado Bruno Smith
Baleado durante a ação em Jucurutu, nesta quinta-feira (10), o soldado Bruno Smith passou por cirurgias e passa bem. O policial militar, que recebeu dois tiros, sendo um na perna, próximo à virilha, e outro no braço, passou por duas intervenções médicas e não corre risco de morrer.

Depois da ação em Jucurutu, quando a PM frustrou uma tentativa de assalto, o Soldado Smith precisou receber cinco bolsas de sangue devido à gravidade da lesão causada por tiro em sua perna, que resultou em vasos sanguíneos rompidos pela bala que atingiu a região. O soldado foi tratado, inicialmente no Hospital Regional de Caicó, onde recebeu os atendimentos urgentes e foi transferido para Natal no avião do Governo do Estado, onde foi atendido no pronto-socorro Clóvis Sarinho.

Soldado Bruno Smith
Em Natal, o PM passou por uma cirurgia no braço outra na virilha, que era o caso mais grave. Antes do procedimento médico, o comandante geral da Polícia Miltar do Estado, Cel. Francisco Canindé de Araújo Silva, disse que a equipe médica avaliou como satisfatório o estado de saúde do PM e que ele não corria risco de morte. “Ele está tendo todos os cuidados e toda a assistência. Vamos torcer para a recuperação”, disse o comandante.


AÇÃO

Cabo Janilson César
Uma ação da Polícia Militar em Jucurutu, a 262 quilômetros de Natal, resultou na morte de um bandido, prisão de três assaltantes e em um policial ferido. A inteligência da PM estava monitorando um bando que pretendia praticar um assalto na região e, momentos antes do possível crime contra uma casa lotérica na cidade, outra guarnição da Polícia Militar entrou em confronto com os bandidos, frustrando a ação.

O bando, composto por seis homens, estava dividido em dois carros roubados, sendo um Chevrolet Celta preto e um Volkswagen Polo branco. Quando estavam em frente a uma quitanda que fica em próximo ao suposto alvo do assalto, os bandidos foram abordados por uma viatura da PM que suspeitou dos passageiros dos carros. Depois disso, teve início o confronto.

Os bandidos abriram fogo contra os policiais que fizeram a abordagem, sofrendo o revide, que veio junto aos demais policiais que estavam próximos do local. O ex-presidiário José Jordão Monteiro, que estava dentro da quitanda para dar cobertura ao assalto, deixou o estabelecimento e tentou fugir dos policiais. Ele acabou sendo baleado quando se dirigia ao Rio Piranhas, morrendo no antes de receber socorro médico. Os demais bandidos conseguiram fugir a pé e no Polo Branco, depois de atingirem dois policiais. O cabo Janilson César foi atingido nas costas, mas estava com colete à prova de balas e nada sofreu. Já o soldado Bruno Smith, que recebeu um tiro no braço e outro na virilha, precisou de atendimento médico e foi transferido para Natal.

Segundo os policiais, o Soldado Smith foi vitima de fogo amigo.

ex-presidiário José Jordão Monteiro
Dos bandidos que participaram do crime, dois foram presos, além do que foi morto. José Alves Bezerra e José Pinheiro Bezerra foram detido em Florânia, onde a Polícia Militar realizava uma blitz. Os dois foram levados até Caicó, onde foram interrogados e estão detidos. Os demais envolvidos no crime segue foragidos.

Fonte: tribuna do Norte

Um comentário:

  1. Parabéns aos Policiais comprometidos com a instituição e com seu juramento esse tipo de ação deveria ser visto com melhores olhos pelo Governo do Estado e atender as reinvindicações da categoria que hora trabalha diuturnamente contra a bandidagem que assola o RN. PARABÉNS COMPANHEIROS QUE DEUS ESTEJAM CONOSCO SEMPRE, NOS PROTEGENDO DO MAL.AMÉM!!!!!

    ResponderExcluir