CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE EM APOIO AO SOLDADO HACENCLEVER

O soldado Hacenclever está passando algumas dificuldades financeiras após ter sido vitima de disparos em uma ocorrência policial na cidade de Baia Formosa/RN.

O mesmo ainda continua em tratamento médico e está afastado do serviço.

Relembre o caso clicando AQUI.

A pessoa que quiser ajudar deverá depositar qualquer valor na seguinte conta:

Conta Corrente: 14198-4
Agencia: 0614-9
Hacenclever Alexandre Tavares Lopes


O soldado Hacenclever agrade a atenção e carinho de todos.

Escrito por Cabo Heronides.

2 comentários:

  1. È bom quem puder ajudar, pois o soldado e amigo Hacenclever, teve seus direitos negado pelo IPERN, disseram que ele não tem direito ao AUXÍLIO SAÚDE, alegando que o caso dele não é sério e que a gravidade deveria ser maior do que a apresentada, além do mais, todas as vezes que viaja a Natal, sempre ficam brincando com ele, nunca dizem quais documentos levar e toda semana ele leva mais um documento e depois mais um, mais um, mais um... Nessa brincadeira, qdo realmente forem dizer a documentação completa para ele levar, o que vem gastando de combustível e atrasando sua recuperação, o que vier nem vai valer mais nada. É uma vergonha o que ele e o familiar do soldado CANTALICE vem enfrentando.As vezes da vontade de virar as costas qdo em serviço. Mas tem sempre alguém inocente que pagará por isso. Faço meu trabalho com honra e dedicação, não seio até qdo!? Abraço a todos e contribuam.

    ResponderExcluir
  2. A cada dia que passa fico mais indignado com a postura adotada pelo Estado no que diz respeito ao tratamento que recebemos, esse praça está abandonado pelo Estado que defendeu ao ponto de quase perder a vida, aí veio a sd gláucia 1 dia desses agradecer por que os médicos da Pm atenderam 1 companheiro nosso da ROCAM, ora! Deixemos de ser hipócritas e cobremos desses irresponsáveis aquilo que deveriam desempenhar com seriedade pelo salário que recebem! Do jeito que andam as coisas chegará 1 dia que preferiremos cair mortos a esperar qualquer ajuda do Estado!

    ResponderExcluir