CABO TEIXEIRA É PUNIDO DISCIPLINARMENTE POR EXPOR SEUS PENSAMENTOS

08 dias de Prisão
Foi publicado no BG 053 de 22 de março de 2011, a punição disciplinar do Cabo Teixeira, por haver redigido um texto que foi anexado no quadro de avisos do Destacamento de Polícia do Município de Montanhas/RN.

Leiam o texto a seguir:
O PREÇO DA NOSSA DIGNIDADE

Em tempos remotos, e que já até fogem de nossa percepção enquanto componentes do mundo pós-moderno, a burguesia econômica, que também detinha (como detém) o poder político desta província, sentiu necessidade de sentir-se segura. Assim criou a milícia. Uma espécie de guarda real, que estava para a subserviência aos caprichos da família imperial, como de seus apadrinhados e aderentes.



Passados os séculos a família real já respira ares do inferno. Mais a burguesia econômica, ainda detém o poder político e a milícia ainda é peça decorativa de sua parede e ainda se esmera ao cumprimento de seus anseios, necessidades e caprichos tendo como parâmetro balizador de suas ações a subserviência e a criadagem.


Para alguns muitos ignorantes, a policia militar é sinônimo de força e moralidade. Para nós que estamos vendo-a de dentro e amargando os dissabores da vassalagem, e dia após dia, servindo-nos de fantoches e marionetes ridículos, manipulados por corruptos e desmoralizados, que se têm algum interesse é em favorecer a cúpula de roedores que se alimentam constantemente do erário publico o tornando sesmaria particular de imbécís e incapazes mal-intencionados ela (nossa corporação) não passa de uma peça precária de uso privado das elites políticas desse estado.


Os “COMANDOS” são meros trunfos políticos, que os algozes guardam na manga, para quando necessário, manipularem melhor o estrelato opaco, que faz o papel principal no filme e muitas vezes tornam-se bandidos ao invés de mocinhos. Quem não “dançar” conforme a música, dança.


Tempos piores que os do cangaço virguliniano. Destacamentos policiais comandados por eleitores de A ou de B. Sem comunicação, sem armamento, sem viatura, sem peças humanas, sem moral, sem vergonha, sem futuro... Bandido que vota em DR. FULANO DE TAL estará isento dos rigores da lei. Baderna, anda armado, desafia a polícia, fere os direitos de outrem e se abordados ainda ameaçam: SABE COM QUEM ESTÀ FALANDO? E depois disso comungam a hóstia santa da sem-vergonhice com policia e justiça, e muito obrigado!


São os míseros quatrocentos ou quinhentos reais que um “pau-mandado” recebe para fingir que comanda, somados aos cem ou cento e cinqüenta reais que se oferta mensalmente aos viciados na propinagem que pagam a dignidade de um agente de segurança?


Até quando vamos amargar o tráfico de influência, o assédio moral, o abuso de autoridade, a perseguição política dos analfabetizados, a imoralidade de se ter que fazer o errado em detrimento do certo, para agradar quem quer que seja, por que esse está tomando para si, responsabilidades que são caracteristicamente dos nossos comandantes e dos nossos governantes em um ou outro caso?


Quanto vale a sua dignidade de policial militar?


Cem reais que você recebe escondido no final do mês de seu prefeito, e mais alguns litros de gasolina para sua moto que você consegue junto som o seu comandante desviar do tanque da viatura?


E depois você ainda vai reclamar que esse ou aquele desmanchou o serviço certo que você fez?


São eles que estão errados, ou somos nós que nos submetemos a esses absurdos e ainda disputamos vaga no mercado da propina quando essas aparecem?


Será que o policial que se submete a trabalhar sozinho numa cidade violenta ou não, simplesmente por que sozinho, diz ele, não fará nada além de dormir, tem moral suficiente para cobrar uma postura ética diferente dos que gerenciam essa Sodoma?


Transformar é preciso. E precisa se iniciar de nossas próprias posturas. Onde estão os lideres? Será que escondidos atrás de alguma benesse? Ou tolhidos pelo medo de perseguidos, serem transferidos para a “tromba do elefante”?


Ora... Não sejamos hipócritas! Estamos dominados por uma máfia violenta chamada de burguesia, mar para onde concorrem todas as águas límpidas e potáveis que se tem conhecimento, diga-se, com nossa aceitação. E para nós os honestos apenas a cacimba suja da impunidade e da indiferença.
Cabo PM Marcos Teixeira
Foi divulgado no dia 15 de dezembro pelos ministros Paulo Vannuchi, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), e Luiz Paulo Barreto, da Justiça. A portaria que trata sobre as Diretrizes Nacionais de Direitos Humanos dos Profissionais de Segurança Pública

O terceiro tópico da portaria é especifico, quando diz:
“Assegurar o exercício do direito de opinião e a liberdade de expressão dos profissionais de segurança pública”.
A Constituição Federal, diz:
“Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, liberdade, igualdade, segurança e a propriedade, nos termos seguintes:

IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;”
Esta punição ocorreu devido ainda termos muitas medidas repressivas aos policiais que se aventuram a expor sua opinião. Os regulamentos são permissivos à punição. A cultura do superior hierárquico intocável ainda prevalece na consciência de muitos, devido aos resquícios que ficaram da ditadura.

Não podemos baixar a cabeça, temos que continuar firmes e fortes, expondo os nossos pensamentos e opiniões, pois somente desta forma iremos fazer com que as realidades dentro da Polícia Militar venham a ser modificadas.

"Sem liberdade a verdade não aparece"

Escrito por Cabo Heronides.

25 comentários:

  1. É verdade que a Constituição Federal nos garante a liberdade de expressão, porém tem que ser observado até que limite se pode dispor dessa liberdade para que a mesma não se torne ofensa ou até mesmo ser confundida com libertinagem.

    Uma coisa é dedicar linhas de protesto legal contra algo que está incomodando, outra é jogar na vala comum da hipocrisia e da mediocridade todos que fazem parte da suposta sociedade atingida.

    Temos que sempre estar atentos quanto ao direito do outro que sempre vai começar quando o nosso terminar, ou seja, fazer ofensas diretas e irresponsáveis causam danos muitas vezes irreparáveis, levando ao Judiciário ações em favor daqueles que se sentiram atingidos, e, em desfavor daqueles que se utilizaram da famosa liberdade de expressão para desabafo, pois o direito é pra todos, garantido também na Carta Magna deste país.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, do cabo em questão ele não falou nada a mais além da verdade, que pena que as provas são quase impossível de se fazer provar e que tudo é obscuro para os que fazem questão de não enxergar...

    ResponderExcluir
  3. Ele escreveu algo que não é verdade? Não venha com essa de estudante de direito que acha que entende o que é ser um policial militar de linha de frente. Vivemos em uma espécie de ditadura de hora, ou seja, não há ditadura mas na hora que ela se faz necessária é utilizada através de um regulamento arcaico para defender a "grandeza" daqueles que possuem estrelas.

    ResponderExcluir
  4. parabéns cabo teixera, você é um dos poucos que tem a coragem necessária para enfrentar nosso drama!

    ResponderExcluir
  5. Parabenizo o CB Teixeira pelo excelente texto que externa um pensamento crítico e reflexível.
    Pena que esta reflexão lhe trouxe transtorno,mas é assim mesmo :quando se questiona o que está estabelecido ,quando se incomoda , quando há uma iminente mudança,com certeza haverá uma reação ,e em muitas das vezes não amistosa!!
    “ Algumas práticas supracitada são de outrora.Se ainda existe é de forma velada,disse tiririca.Não posso me resumir aos comandos ,mas à instituição.Os governos a utilizará com seus fins, os meios servem para justificá-los!! Se observarmos direito sempre existiu e existirá um dominador e um dominado”.TAMBÉM DISSE MARX:É O PROLETÁRIO QUE GERA TODA RIQUEZA,POIS É ATRAVÉS DE SEU TRABALHO QUE A NAÇÃO CRESCE .Só que esta riqueza está concentrada nas mãos dos burgueses,eles se apropriaram pois detém os meios de produção.
    Meios de produção entenda-se as instituições jurídicas,administrativas,legislativas e afins.Já que o Estado é um burguês por excelência!!

    ResponderExcluir
  6. A Verdade as vezes não dói tanto ou mais que o suportável...
    O Policial Militar fardado representando o braço da segurança não foi formado pra isso, mas a sociedade forma melhor que acadêmias de polícia pois a realidade de quem trabalha como POLÍCIA é muito exposto e não é difícil de se encontrar uma proposta indiscreta que ninguém viu ou ouviu e você foi agraciado, um dia todos irão passar por uma situação parecida e só é reconhecido pela mão do padrinho que empurrou de uma forma ou de outra e infelizmente alguém que está escondido atrás de algum desses pilares deveria sentir vergonha de nunca ter sido POLÍCIA de verdade...

    ResponderExcluir
  7. Cb Heronides, se o Cb Teixeira recebeu uma punição de oito dias por relatar a mais pura verdade, o Sr. vai pegar perpetua por publicar o texto.

    ResponderExcluir
  8. http://policiaismilitares.blogspot.com/ VISITEM NAUM TEM MODERADOR, LIBERDADE TOTAL DE EXPRESÃO.

    ResponderExcluir
  9. A mentira em que vivemos é tão grande, que a verdade torna-se totalmente ofuscada. Se este policial fosse punido por cem anos, não mudaria em nada suas palavras. A verdade é imutável. Só os hipócritas tem medo dela.

    ResponderExcluir
  10. vai ser a passos de tartaruga que a polícia militar vai começar realmente a mudar, muitas pessoas vao ser injustiçadas , perseguidas por falarem a verdade.Lembro que ocabo teixeira escreveu esse texto logo após eu ter sido transferido d montanhas por que nao atendi o pedido da prefeita e do major , sempre oficiais metidos nessas palhaçadas, deuses da farda.Denunciei o mesmo na promotoria e até hoje estao inpune.nem no ministerio público podemos mais confiar , é brasi, é polícia militar , é politicos sem vergonha na cara e oficiais que só olham pro seu umbingo em vez de olha pra sua dignidade.

    ResponderExcluir
  11. Com certeza Direito, vc tem razao a constituiçao garante o esse direito a todo cidadao, o problema é que os praças das diversas corporaçoes militar seja ele Policia, Bombeiro, Exercito, ou Aeronaltica, nao sao tratados como cidadaos,e sim com uma pessoa que só tem deveres e direito que é bom nao tem se foi aquele artigo nao vejo que o cb cometeu falta eu vejo uma arbitrariedadena aplicaçao desse puniçao uma pena de prisao só por isso e quando o oficial chama e praça de bebé lixo e outros tipos de abusos niguem abre um processo fica tudo como esta e ainda aparece gente pedindo para deixar pra la eu vejo vc Direito como mais um arbitrario que nao tem nem coragem de se endentificar porque nao sabe o que diz pois se soubese nao postaria um comentario infeliz desses hoje eu concordo plenamente com cabo texeira e ainda vou mais alem o sd é um escravo remunerado que só tem deveres e quase nunca é ouvido temos muitos direitos no propio estatuto e nao somos acistidos com esses direitos temos o direito a seleridade processual e nunca se aplica nos procesos diciplinares temos direito a presuçao da inocencia e nunca se é aplicada temos o ditreito de ser ouvidos e de acompanhar a instruçao processual e nao acompanhamos o que prevalece é a vontade do administrador que quase sempre nao motiva e nem atige o principio da rasoabilidade e legalidade adiministrativa.

    ResponderExcluir
  12. A democracia ainda não chegou na policia militar, alguns ainda acham que vivem na ditadura outros tem certeza...A verdade ainda dói o que o CB falo é a mais pura realidade de quem vivencia e trabalha todos os dias na rua. Ainda vejo filhos de caseiros de secretarios de segurança transferirem colegas por causa de uma simples abordagem... A algum tempo um carro dos bombeiros colocou agua na caixa da casa de um secretario de segurança, acho que isso ocorreu a uns 2 anos e meio...O resultado nada aconteceu com este secretario perante a justiça... Como o Silvio Santos fala todos os domingos "quem tem têm"

    ResponderExcluir
  13. Não é demonstração de saúde ser bem ajustado a uma sociedade profundamente doente!!
    Ninguém é mais escravo do que aquele que falsamente se acredita livre

    ResponderExcluir
  14. ... Infelizmente, em um país como o nosso, que se diz democrático, que se diz signatário da DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIRITOS HUMANOS, do PACTO DE SÃO JOSE DA COSTA RICA, e de outros pactos e convenções universais/internacionais em prol dos direitos individuais dos homens e da dignidade da pessoa humana, ainda somos punidos por "comandantes arbitrários" e com base em regulamentos tão arcaicos e absurdos como os nossos. A bendita RT não mais pode (e nem deve) ser aplicada como sempre foi, ao bel prazer dos oficiais, principalmente dos que comandam unidades e subunidades em troca de gratificações (leia-se míseros trocados). Aquelas transgressões (ridículas e absoletas) já não se adéquam mais aos dias atuais, a realidade já não mais as tolera, hoje os (novos) policiais já sabem ler e interpretá-las, e sabem o que, realmente, elas tentam esconder... sabem que a intenção não é educar ou reeducar o policial, e sim usá-lo como “exemplo” e ameaça para os demais, para que não ousem a desafiá-los novamente! Infelizmente, nossos advogados (das associações) ainda teimam em não pleitear a inconstitucionalidade de tais regulamentos! Meu Deus, liberdade de pensamento e de expressão são direitos básicos a qualquer cidadão brasileiro, e está previsto na nossa Constituição, e por sinal, pelo que sabemos e nos ensinaram, é a LEI MAIOR DE NOSSO PAÍS, ou não é? Ou a constituição federal de 1988 não está em vigor para todos os cidadãos brasileiros, ou então ainda não somos cidadãos na concepção plena da palavra? E que somos então? Até quando casos absurdos como este ainda vão ocorrer? Quem lucrará com isso? A sociedade? A corporação? Ou os que estão se utilizando dela em proveito próprio?

    ResponderExcluir
  15. INFELIZMENTE NÃO TENHO O DOM DAS PALAVRAS DOCES UTILIZADAS PELO CABO TEIXEIRA PARA DESCREVER TAL RALIDADE QUE É MUITO FÁCIL DE PROVAR CARO AMIGO "RAY", PARA MUITOS OU ATÉ MESMO POUCOS A CARAPUÇA SERVE COMO UMA LUVA, SOU UM CIDADÃO DO POVO QUE NÃO ME UTLIZO DE SUBTERFUGIOS NEM TAMPOUCO DE FAVORES, MINHAS PALAVRAS SÃO GROSSEIRAS, OU SEJA, UMA LINGUAGEM POPULAR ONDE INFELIZMENTE MUITAS VEZES UM PALAVRÃO É NECESSÁRIO PARA EXPRESSAR SENTIMENTOS DE REVOLTA, DOR OU ATÉ MESMO SOFRIMENTO. VOCÊ ESTA CERTO CARO CABO TEIXEIRA QUANDO FALA DA BURGUESIA, NÃO SOU FÃ DO TAL CAZUZA " QUE PRA MIM NÃO FEZ NADA PARA NOSSO PAÍS, MAIS É IDOLATRADO" ELE DIZ: " A BURGUESIA FEDE" PURA VERDADE, POIS A PODRIDÃO DO PODER, LIBERTINAGEM, SAFADESA, DINHEIRO, DROGAS PREVALECEM NO MUNDINHO INSIGNIFICANTE E PUTRÉICO DELES, CITO OUTRO O RENATO RUSSO QUANDO DIZ: " NÃO DEFENDO GENERAL DE SETE ESTRELAS QUE FICA ATRÁS DA MESA COM O CÚ NA MÃO", QUER DIZER QUE SOU JUSTO SE É O CORRETO É O CORRETO NÃO IMPORTA SE ELE É POLÍTICO, MILITAR, MAGISTRADO OU ETC.
    CONTINUE COM SEUS PENSAMENTOS E EXPRESSÕES CARO AMIGO DEUS TE DEU O DOM DAS PALAVRAS REAIS E JUSTAS.

    ResponderExcluir
  16. Caraca… que texto sensacional!! Direto, curto e grosso! Parabéns ao Cabo PM Marcos Teixeira, sinto orgulho em saber que apesar do “cangaço virguliniano” (palavras dele!) que vivemos nas nossas briosas corporações, amarrados e amordaçados por RDPM’s opressores, ainda há pessoas corajosas e destemidas! Me envergonho em ver colegas covardes, que baixam a cabeça diante de abusos e humilhações!

    “Um pensamento, quando é escrito, é menos opressor, embora às vezes se comporte como um tumor maligno: mesmo se extirpado ou arrancado, volta a desenvolver-se, tornando-se pior do que antes.”
    – Vladimir Nabokov

    ResponderExcluir
  17. Sd PM Tocantins...Parabéns Cb!!!
    Realmente somos vítimas dessa corja,onde nela se inclui políticos e, infelizmente a maioria daqueles que ao invés de se preocuparem com a nossa instituição, só pensam em si..(digo isso referindo-me a maioria dos comandantes gerais).

    ResponderExcluir
  18. Somente nós e nossas famílias é que sofremos, com essa forma de repressão, onde não somos tratados como heróis e sim como marginais, menos merecedores do que os bandidos que prendemos, parabéns Teixeira, você colocou por escrito o pensamento dos policiais que vão pras ruas todos os dias, arriscar suas vidas, enquanto os grandes é que levam o mérito pelos feitos.

    ResponderExcluir
  19. Há muito se discute a liberdade de expressão em nosso meio, más eles os homens que mandam preferem que não tenhamos opinião, más digo e creio que a nossa opínião é valiosa e temos que lutar por aquilo que pensamos e queremos de bom para nós e nossos colegas de farda!

    o cb em epígrafe foi muito corajoso, foi como diria o matuto um "cabra macho!", parabens pela ousadia!

    ResponderExcluir
  20. AO NOBRE CB TEIXEIRA

    A condição dos homens seria lastimável se tivessem de ser domados pelo medo do castigo ou pela esperança de uma recompensa depois da morte.

    Albert Einstein

    PARABENS CB TEIXEIRA.. CONTINUE FIRME E FORTE.


    MAXWELL

    ResponderExcluir
  21. O que devemos fazer é, falar menos e agir mais e acabar com essas choradeiras que não dignifica o combatente.

    ResponderExcluir
  22. É, tudo isso vai mudar quando mudarmos, e nos policiarmos para depois cobrar dos outros direitos enquanto isso vamos ser sempre subjugados.

    ResponderExcluir
  23. Sgt Edézio, todos aqueles de acordo com o cometário do Cb Teixeira, estão equivocados, digo mais se estão achando ruim por não terem conseguido galgar nenhuma promoção até o momento, se estão gostando da gloriosa peça para sair e vão trabalhar na fabrica de cocô indiano em parnamirim, sem mais cometários

    ResponderExcluir
  24. Pobre "Edésio", jamais deixará de ser pobre de espírito. Quanto ao nobre amigo Teixeira,o parabenizo, desejando-lhe ainda muita força e coragem para prosseguir a áspera jornada da vida.

    ResponderExcluir