DESOBEDIÊNCIA OU ABUSO?

Neste domingo, 27, em Parnamirim/RN, um policial recebeu uma ordem de prisão de um oficial por não aceitar trabalhar em um Hospital da cidade sozinho.

Após uma grande discussão, foi dada ultima forma, e o policial não foi preso.

É desobediência reivindicar segurança para efetuar um bom serviço ou é abuso obrigar o policial a trabalhar sozinho sem a mínima segurança e ainda dar ordem de prisão ao policial que relatava não ter condições?

No meu entendimento houve um abuso por parte do oficial.

Pois o oficial tem o dever de dar segurança ao policial para executar suas missões.

Nenhum policial pode trabalhar sozinho, em um serviço operacional e preventivo.

Infelizmente este tipo de acontecimento só ocorre na Polícia Militar, devido a um regulamento arcaico que ainda é utilizado. Onde dar extremos poderes ao oficialato de prender, julgar e condenar.

Mas um dia isso vai acabar!

Caso o policial tivesse ido preso para o Quartel do Comando Geral, o advogado da APM/RN já estaria no local para acompanhar o procedimento.

Iremos enviar um oficío ao comando do 3º BPM, do CPM, e ao Comando Geral da PMRN. Relatando o fato.

Direção da APM/RN

7 comentários:

  1. No Hospital Giselda Trigueiro os policiais trabalhavam sozinhos para tomar de conta de 5 presos,era 5 x 1, quando pediamos reforço o oficial dizia" Irão vir mais policiais se vcs assim decidirem mas a escala irá piorar,irá ficar na 24 por 48",isso sem alojamento e cheio de milacrias contagiantes,agradecendo mais uma vez a associaçao de Mossoró que nos tirou desse sufrágio,é do interior e lutou por nós da capital.

    ResponderExcluir
  2. Os agentes penitenciários formados foram para este fim: escolta de presos, custódia de presos,tanto em hospitais quanto nos presídios e afins.Não se pode admitir que pms que cuidam da ordem pública com o policiamento ostensivo e repressivo continuem fazendo guarda de presos.Essa é uma função dos agentes penitenciários!
    Já respondi como oficial de dia há alguns anos e sei que as determinações são verticalizadas e às vezes coercivas.Mas existe a secretaria é só entrar em contato e solicitar o profissional adequado.É questão de atitude!! Agora se o mais fácil é expor o pm sem levar em consideração a sua segurança,o local insalubre e não questionar estas determinações!é questão de percepção do oficial.
    Salientando que o nosso regulamento frisa à responsabilidade do superior pela segurança física de seu subordinado!!

    ResponderExcluir
  3. ACHO QUE O POLICIAL AGIU CORRETAMENTE! NUM TEM QUE TER MEDO NÃO, ACABOU ESSA EPOCA DE GRITAR COM OS PRAÇAS ESSES OFICIAS SABEM MUITO BEM COM QUEM GRITA, QUANDO É UM POLICIAL CIENTE DOS SEUS DIREITOS ELE FICA BEM PIANINHO, OU TÁ PESANDO QUE TÁ GRITANDO COM "RAPOSA" PRIMEIRO GOSTARIA DE SABER PORQUE NAUM COLOCA O NOME DESSE OFICIAL NA POSTAGEM? NO BLOG DOS POLICIAIS MILITARES É BOM PORQUE LÁ A COISA É RASGADA MESMO, ACABOU ESSE NEGOCIO DE "OFICIALITY" PARABÉNS AO SD QUE NAUM TIROU O SERVIÇO SOZINHO, E PARA O OFICIAL MANDA ELE FAZER UMA RONDA NA VIATURA SOZINHO PRA VER SE ELE É ARROCHADO.

    ResponderExcluir
  4. Mal costume e habitos errados matam, vimos isso ná pratica recentemente com abordagens um tanto quanto perigosas, essa escala e outras como em postos policiais onde fica um único permanencia, é expor o policial a um perígo extremo. É obrigação do superior zelar pela integridade física dos seus subordinados e é uma direito do subordinado zelar pela sua própria segurança.

    ResponderExcluir
  5. É companheiro, é lovável a atitude desse nosso colega praça... e é muito triste e repugnante sabermos que aidna existem (muitos) oficiais inoperantes, ultrapassados e irresponsáveis como este. Colocar em risco a vida de um pai de família por pura arrogância e por se achar um ser supremo (pois todos somos iguais diante Deus e deveríamos ser também, perante a lei)... e ainda querer prendê-lo por insubordinação... isso é um absurdo que não deveríamos mais enfrentar... não nos dias atuais... KD o Ministério Público que tanto nos cobra? KD o judiciário que prefere fechar os olhos e silenciar diante de abusos como este? KD nossas associções (com raras exceções)? KD nossos representantes (A Sgt Regina, inclusive, que tanto tem lutado a nosso favor)? Temos que começar a reagir e a pensar (não ponderar, pois é transgreção, aliás, são mais de 100 na RT, um velho absurdo), temos mente, temos caráter, temos inteligência, formação familiar e educacional (não somos mais analfabetos), somos pessoas, possuímos os mesmos atributos dos oficiais (ou até mais), e gozamos dos mesmos direitos de cicidadão... e o direito à vida é um deles, e é sagrado para qualquer um, potanto, diante de situações como esta, podemos sim nos recusar e descumprir ordens abusurdas como esta, usando nosso direito à vida, e o direto que temos à nossa sã integridade física quando estamos em serviço, inclusive, sendo uma obrigação de todo comandante frente a seu comandado, independente, do local, e da posição que ocupe! Parabéns ao guerreiro que assim procedeu, gostaria de dá um aperto de mão bem forte nesse momento!

    ResponderExcluir
  6. assim fica dificil!Todo PM sabe que todo oficial orienta o soldado a não trabalhar sozinho,agora aparece um e obriga o soldado a trabalhar sozinho e sob risco de ser preso!Que tipo de DESOBEDIENCIA o oficial vai alegar contra o soldado?Será que o QCG vai dar vez ao oficial,ou vai fingir que nada está acontecendo?Tomara que não vire moda entre os oficiais da PMRN!

    ResponderExcluir
  7. É pena que esse blog não tem um detctor de mentiras,olha pessoal não devemos fazer juizo de valor,eu sou praça estava lá,agora pra ser isento eu conclamo os companheiros a ir la no 3º BPM e procurar saber dos amigos de lá,ou então telefonem pra la,mas não procurem os oficiais eles são suspeitos procure as praças.amigos todos estamos fazendo nossa historia na PM uns de forma louvavel heroica ,outra de forma vergonhosa,procurem saber quem é esse PM sua historia a sua contribuição na instituição.O oficial não deu voz de prisão nele,apenas disse que se ele continuase daquela forma iria conduzi-lo ao QCG,esse soldado pediu ao oficial pra ir almoçar em casa o que ja é uma falta de respeito com os amigos que trabalham 24 horas e fazem as refeições no batalhão,foi liberado pelo oficial as 12 horas e so retornou as 16;30h sem dar a minima explicação.o local onde ele diz ser sem segurança tem varias pessoas medicos um vigilante armado e doentes,ou seja existem lugares piores e nem por isso os policiais mesmo revoltados não se indisciplina, uqndo foi que uma quadrilha entrou pra roubar um hospital aqui em Nata ou no interior a não ser que eles vão roubar doente pois nem caixa eletronico lá tem, agora esse cara quer ser o mais enrolado dos caracois,ele não sabe que o policiamento pode ser realizado por fração elementar de apenas um homem e fração constituida de dois ou mais,se ele quer trabalhar com mais de um homem então va pro Bope,Choque, ou Rocam se é que ele vai ser aceito la,ou então var trabalhar na capelania na Dal que oferece menos risco,ou então faça um cursinho de informatica ou de comunicações e vá trabalhar numa seção na parte de informatica,ou no CIOSP, ou trabalhar no Hospital da PM, tem lugar pratodo mundo. O oficial não deu voz de prisão em consideração ao efetivo de serviço que é de bons policias disciplinados segundo ele e pra não causar transtorno e contrangimento pois teria que arolar os propios policias de testemunha,coisa que não faltou,pois todos ficaram solidario ao oficial,esse soldado uma ver deu voz de prisão num compnhairo policial que estava sem regitro de arma,ou seja ele pra ver o crime dos outros e prender ele sabe muito bem agora quando comete o crime de desobediencia ele procura se inocentar dizendo inverdades,Não sou amigo do Oficial alias nem conheço bem, mas é questão de ética que tem a ver com empatia,se colocar no lugar do outro,Talvez o oficial errou em não fazer o procedimento correto preferiu ser maleavel e usar o bom senso,pois como ele disse o soldado é um jovem pouco tempo de policia e tem tudo pra ser um bom profissional só depende dele e de ninguem assimo oficial disse,ele reuniu o efetivo a noite e na presença do motorista da vtr e do patrulheiro pediu desculpas pelo transtorno causado pelo policial,então pessoal procurem saber quem é esse policial procurem saber os dois lados da moeda,é muti facil vir oa blog de forma anonima e postar o que quer,o Cb heronildes é um guerreiro sempre defendeu o que é moral,e tenho certeza que nemhum policial vai dar razão a quem ta errado seja oficial ou praça.

    ResponderExcluir