ADVOGADO GARANTE: POLICIAIS MILITARES PODEM FAZER GREVE!

O Brasil se vangloria de ser um país ‘democrático’, defensor dos direitos igualitários e inimigo ferrenho dos atos ditatoriais, mas na hora em que se depara com uma ameaça de greve na Polícia Militar, logo bate saudade da ditadura e exclama: “Os PMs não podem fazer greve! Isso é crime!”

Há controvérsias. O advogado e professor universitário Tácito Alves garante [no vídeo abaixo] que os policiais militares podem, sim, exercer seu sagrado direito de movimento grevista.

Todos os detalhes você irá conferir quando assistir ao vídeo. De nossa parte, gostaríamos apenas de fazer algumas perguntas a quem ainda insiste em fazer do PM um ser sem vida, sem sentimento, sem valor humano.
1. O que é dignidade da pessoa humana?
2. O salário de um policial é suficiente para garantir a segurança dele e, principalmente, a sua?
3. Como manter o controle emocional quando se trabalha em condições desumanas?
4. Carga horária exaustiva influencia no mau atendimento ao cidadão?
5. Alguém sabe dizer se existem pressões, ameaças e assédio moral dentro de delegacias, presídios e batalhões contras seus respectivos funcionários subalternos?
6. Você tem certeza que quer homens armados nas ruas que vivam diuturnamente sob as circunstancias relatadas acima?
7. Quem ganha mais quando se investe nos servidor público, ele mesmo ou a sociedade?
8. Até quando você quer adiar as medidas necessárias a serem tomadas, enquanto seu país, seu estado, sua cidade e seu bairro mergulham na criminalidade?
9. Qual o perfil de profissionais da segurança que queremos – e precisamos! – para lidar com a sociedade?
10. Direitos Humanos: toc... toc... toc... Tem alguém aí?...


Fonte: ParaíbaemQAP

5 comentários:

  1. Sempre e nunca entendi o contra-senso entre um estado democrático de direito apregoado e alardeado aos quatro cantos do nossos pais, constitucionalmente previsto, com a vedação (também)constitucional de uma categoria, imprescindível como é a PM para a efetivação dessa mesma democracia, em não ter o direito de lutar e "brigar" de forma pacífica por seu direitos e por melhores condições de trabalho como todas as demais categorias possuem, a fim de uma melhor prestação de serviço à sociedade a que servimos. Tolher esse direito nosso, que não é negado a nenhuma outra categoria de servidor público, seria o mesmo que dizer que "A SOCIEDADE COMO UM TODO MUDOU, HOUVE AVANÇOS EM TODAS AS ÁREAS, MAS QUANTO À PM, ESTA QUE EM NADA FOI MODIFICADA (para alguns, pois não somos mais forças auciliaress), AINDA VIVE SOB A ÉGIDE DE UM SISTEMA AUTORITÁRIO, ARBITRÁRIO, INCONSTITUCIONAL, FECHADO E LIGADO UMBILICALMENTE A UM PASSADO NEGRO DE NOSSA HISTÓRIA QUE DEVERIA SER ESQUECIDO E RISCADO DE NOSSAS MENTES"! Contudo, esse vídio veio mostrar que temos base legal (e Constitucional) sim para nos mobilizarmos de forma pacífica e lutarmos por nossos direitos, direitos esses q nos são negados diuturnamente. Parabens por essa postagem meu querido Cabo, e que ela sirva de luz para nossos representantes, nossos comandantes, e para toda nossa grande família de policiais militares, cujo termo ainda persiste em ser mantido, pois, como sabemos, nas democracias mais sólicas e avançadas... o termo militar, só remete e faz alusão aos militares das forças armadas! Há muitos anos deixamos de ser força auxiliar do exército e passamos a ser mais uma catergoria de servidores (e prestadores de segurança pública). Que pena que nossos regulamentos não mudaram e q nossos comandantes (alguns oficiais apenas) ainda os usam para massacrar e amordaçar quem tanto se dedica em prol da sociedade, pois, o próprio oficial poderia se abster de pautar seus atos e suas ordens (arbitrárias) por um regulamento tão caduco como é o nosso e o da mioria das PMs do nosso amado Brasil. Que Deus nos proteja e que ilumine as mentes de nossos legisladores (e julgdores) para que corrijam tão grave erro e injustiça que fizeram contras nós, os PMs do Brasil, quando deveriam ter dado um basta nessa situação assim que o Brasil se livrou dos grilhões da ditadura, redemocratizou, e promulgou a magestosa CF/88 que nos rege até hoje e a cada dia se solidifica mais ainda! Desculpe-me por me alongar tanto assim...me emocionei... é que esperei muito tempo por uma atitude como esta deste Brilhante Baracharel... por isso, amo a profissão do bom advogado!

    ResponderExcluir
  2. MUITO BOM OS COMENTARIOS DO CB HERONILDES E "MBJ" ERA MUITO MELHOR QUE COMPANHEIROS NOSSOS QUE ESTÃO FAZENDO UM CURSO DE DIREITO, ESPECIALIZAÇÃO NESSA AREA COMENTASSEM TBM, ESTAMOS PRECISANDO DE PESSOAS COM A MENTE ABERTA, LEMBRE-SE QUE AINDA EXISTE UM POUQUINHO DE ANONIMATO NESSE ESPAÇO, NUM PRECISA TER MEDO NAUM É SÓ POR EM PRATICA A INTELIGENCIA QUE "DEUS" LHE DEU, VALEU A TODOS. "COMENTEM"

    ResponderExcluir
  3. Só não entendo como que em 2007 foram presos tantos policiais! Se podemos nos valer desse preceito constitucional, porque foi necessário anistia para nossos companheiros? Porque que a justiça não concedeu habeas corpus para tais ilegalidades? Porque que os advogados das associações não conseguiram evitar tais constrangimentos? Vou usar uma frase de Gabriel Pensador: "no Brasil o que a gente pensa que existe, ainda não existe e o que a gente pensa que já conquistou ainda falta conquistar". Temos que garantir nossos direitos! E isso só consiguiremos com a união da classe!

    ResponderExcluir
  4. Quem quer fazer greve vai p a Polícia Civil!!

    ResponderExcluir
  5. Então, isso quer dizer que agora não podemos mais ser maeçados de expulsão, de prisão, de repesálias, de assédio moral, de constrangimentos, de perseguições, se resolvermos lutar por nossos direitos e por justiiça? Mesmo se necessário for uma parada, conrforme prever a lei de greve? É bom que algum advogado ou estudante de direito se pronuncie sobre esse aussunto e que esse abençoado vídeo seja divulgado aos quatro cantos do nosso Rincão... "Liberdade, Liberdade, Abre as Asas Sobre nós..." Salve o Brail, Sabve a PM, e vamos à luta companheiros!

    ResponderExcluir