Polícia Militar e Ministério Público ficam sem salários este mês

Os policiais militares e membros do Ministério Público do estado tiveram uma surpresa desagradável na manhã desta quinta-feira (25). Os salários não foram depositados, ao contrário do que previa o calendário de pagamento do Governo do Estado. O motivo, segundo a Governadoria, foi a não apreciação de vetos ao Orçamento Geral do Estado, que impediu o governo de efetuar os pagamentos.

De acordo com o calendário de pagamento, os funcionários e pensionistas do estado com matrículas terminadas em 1,2,3,4 e 5 deveriam receber seus vencimentos nesta quinta-feira. No entanto, o depósito não foi realizado sob a alegação de que não há orçamento disponível devido a emendas que foram vetadas pela governadora Wilma de Faria e que não foram apreciadas pelo Legislativo, que fez a leitura dos vetos em sessão na quarta-feira (24). Contudo, a Assembleia só pode apreciar os vetos uma sessão após a realização da leitura.

O secretário estadual de Planejamento, Nelson Tavares, disse que o Executivo tentou uma solução junto à Assembleia Legislativa, mas não obteve êxito. Na quarta-feira, o secretário teria informado ao Comando da Polícia Militar e ao procurador-geral de Justiça, Manoel Onofre Neto, que os pagamentos não seriam efetuados, pedindo, inclusive, apoio do Ministério Público para sensibilizar os parlamentares.

"Eu não tenho o orçamento ainda. Para os pagamentos serem realizados, nós temos duas opções: ou os vetos são derrubados, ou eles são mantidos e o projeto que enviamos é aprovado. Só assim será possível efetuar o pagamento", argumentou Nelson Tavares.

O projeto citado pelo secretário diz respeito a abertura de crédito especial para o pagamento dos funcionários, uma vez que, segundo o governo do estado, as emendas propostas pelos deputados previam que recursos oriundos de royalties do petróleo fossem destinados ao pagamento de pessoal, o que é proibido por lei.

Na mensagem enviada pelo Executivo, R$ 281,866 milhões seriam destinados à Polícia Militar, e o Ministério Público receberia R$ 112,418 milhões.

Nessa quarta-feira (24), o governo enviou outra mensagem para a abertura de crédito suplementar de R$ 40 milhões destinado ao plano de cargos dos servidores da Saúde, que também não poderiam receber os benefícios por supostas falhas na relocação de recursos sugerida em emenda do deputado Paulo Davim (PV). Além disso, também foi proposta a destinação de mais R$ 2,34 milhões para o Programa de Desenvolvimento Industrial (Proadi).

Fonte: tribuna do norte e nominuto.com

13 comentários:

  1. Cansei de dizer pra todos os colegas que essas D.O.s da operação verão era uma furada!!!! Se o governo não tem dinheiro pra pagar sequer os salários, imaginem as D.O.s!?!??!?! ESQUEÇAM.......!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Esqueçam nada, dinheiro o Governo tem mais ela quer usar na campanha para Senado ou paga ou para todos.

    ResponderExcluir
  3. Se o governo alega não ter dinheiro p pagar os Policiais Militares, como ele teve a coragem de se candidatar a Sede da Copa de 2014. Será q os salario e as gratificações da Governadora dos Deputados e dos seus acessores tambem foram suspensos? Farinha pouca meu pirão primeiro ja dizia minha avó. Isso é uma vergonha, n p a PM más p a adminstração do Governo.

    ResponderExcluir
  4. Se o governo alega não ter dinheiro p pagar os Policiais Militares, como ele teve a coragem de se candidatar a Sede da Copa de 2014. Será q os salario e as gratificações da Governadora dos Deputados e dos seus acessores tambem foram suspensos? Farinha pouca meu pirão primeiro ja dizia minha avó. Isso é uma vergonha, n p a PM más p a adminstração do Governo.

    ResponderExcluir
  5. O que deveria ser feito a muito tempo, era ter PARADO mesmo, esse Governo, **** e anda pra gente, será que ninguém percebeu isso ainda. Pelo amor de Deus, faça-me um favor.

    SEM PAGAMENTO, SEM POLÍCIA, quero ver se não aparece dinheiro.

    ResponderExcluir
  6. O Fantoche de Wilma

    É bom que esse cidadão, o Cmt. Marcondes, se declare a respeito do atraso dos salários, pois quero ver qual o argumento que ele utilizará.

    ResponderExcluir
  7. eita,tô sem salario,vou já pegar meu gorro da "puliça" e ir pra esquina da bernardo vieira com a 9 pedir esmola e disputar o ponto com as putas,valeu minha guerreira Vilma,vc é 10, e mais 10 são os babacas q votaram na sra,ainda bem q meu título não é daqui.rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  8. ÉÉÉÉ....! E AGORA O QUE VOU DIZER PROS MEUS FILHINHOS; MEUS COMEDORES DE RAPADURA, TADINHOS..! VELHOS TEMPOS DE "GARALDO MELO" QUEM RECORDA? MEU AMIGO A COISA É FEIA! ELES AINDA PROIBE DE NÓS FAZERMOS "BICOS"; VOCES AINDA ACREDITAM NAS PECs?: VOCES LEMBRAM QUANDO A SUPREMA CORTE DO PAIS, DETERMINOU QUE O GOV. DO ESTADO DO RN, PAGASSEM O ESCALONAMENTO VERTICAL, DENTRO DE 24 H; NÃO FOI PAGO E NINGUEM FOI PENALIZADO: ACREDITEM NELES?

    ResponderExcluir
  9. WILMA E ROBINSON FARIA, A PM NUNCA VÃO ESQUECE DE VOCÊS DEPOIS DESSE EPISÓDIO, A PM TEM NADA HAVER COM A QUEBRA DE BRAÇO DE VOCÊS.


    AGUARDEM MENSAGÉNS!!!

    ResponderExcluir
  10. O que é que eu vou fazer para pagar as minhas dívidas, os meus credores; tenho boletos a pagar e que se vencem no finsl deste mês; o banco não vai esperar, vão é cobrar uma montanha de juros em cima de mim. Ai meu Deus, me ajude.

    ResponderExcluir
  11. isso e uma vergonha,teria que ser convocada uma assembleia de urgencia e todo mundo parar de vez

    ResponderExcluir
  12. CLAUDIO E agora secretaria de finanças,nos der uma resposta se vai nos ajudar diga que dia irá fazer uma nova folha de pagamento,divulgue pois os nossos compromisos(dividas)querem uma resposta estamos aguardando obg.

    ResponderExcluir
  13. SEM DUVIDAS UMA SURPRESA!!!!!
    QUE FALTA MAIS?
    BAITA DE UM ESTIMULO ESSE...ESPERO QUE SE CORRIJA LOGO...
    SOU FILHO DE MILITAR, E SEI BEM O QUE TER O SALARIO DO MES ATRASADO, ESPERO QUE MINHAS FILHAS NAO PASSEM PELO QUE PASSEI.

    OBRIGADO DETENTORES DO PODER

    ResponderExcluir